O Painço é um dos grãos mais antigos e nutritivos do mundo. Originário da região da etiópia nos tempos pré-historicos, foi mencionado na bíblia como um ingrediente do pão ázimo. Usado antigamente como ração para aves e forragem de granjas no Ocidente, vem atualmente ganahando popularidade como alimento saudável também para seres humanos.

Informação nutricional

Composto principalmente de carboidratos, o painço contém ainda 15% de proteínas, além do aminoácido essencial lisina. Também é rico em fibras e vitaminas B, como a niacina, a tiamina e a riboflavina, e é uma ótima fonte de manganês, fósforo e magnésio.
O painço não contém glúten, por isso pode ser incluido na dieta dos celíacos. É também um alimento alcalino, ou seja, não produz ácido, o que facilita a digestão dos portadores de doença celíaca.

Benefícios para a saúde

O painço é um grão incrivelmente saudável, especialmente para o coração, ele é rico em magnésio, mineral que ajuda a diminuir a pressão sanguínea, pode reduzir o risco de parada cardíaca e aliviar males como enxaqueca e ataques de asma.
Além disso, o grão contém elemenos fitoquímicos, como o fitato, que parece ser capaz de reduzir o risco de câncer, e o ácido fítico, que pode reduzir os níveis de colesterol.

Cozinhando o painço

É possivel usar o painço para preparar praticamente tudo, desde cereais ensopados e pães até guisados, pilafs e recheios. Você pode prepará-lo como acompanhamento, misturanodo-o com legumes, ou combiná-lo com uma variedade de temperos e outros grãos para fazer saladas sofisticadas.
O sabor delicioso, levemente adocicado e semelhante ás nozes torna o painço ideal para muitas receitas. antes de cozinhar, lave bem os grãos e descarte os que estiverem danificados. cozinha três partes de água para cada parte de painço por cerca de 30 minutos, até que toda a água seja absorvida. desligue o fogo e deixe tampado por mais 10 minutos.
Se os grãos forem postos de molho antes de serem cozidos, o tempo de cozimento cairápara 5-10 minutos.

A Dieta Milagrosa dos Grãos – publifolha/2008